Últimas

ELEIÇÕES // BRASIL, 2014

Todos os meus amigos ricos, quase, que já foram ou sonham ser entraram num loop de mensagens de luto… O samba vem errado desde 1500… Era pra acertar o passo em 12 anos? Então vamos pra rua cobrar retroativo de todos os partidos, gente que já foi, redes de TV, rádio, jornais, revistas… TODO MUNDO! Aqui no nosso estado, temos o PSDB no poder… Tá bom de água e brutalidade policial pra vocês? Isso não é uma partida de futebol. Quem garantiu que eu passasse dos 25 anos com educação, sem ser morto numa batida policial, por VÁRIAS VEZES, não foi nenhum desses personagens de vermelho ou azul. Muitos mandaram mensagens dizendo que se mudariam se o PT continuasse no poder. O último Airport Service saiu da Praça da República @ 23:00hs.
Os governantes precisam ter BRIO NA CARA. A GENTE, TAMBÉM.
Boa parte dos likes aqui ou em qualquer outra rede social vem de gente que segura bolsa e trava a porta do carro quando um outro menino “de cor” passa perto.
Eu já votava quando FHC pediu para os estudantes do Brasil esquecerem o que haviam lido em seus livros. Eu já votava quando transformaram Collor em super herói, caçador de marajás… Pânico ou lavagem cerebral, seja exato no seu julgamento. Fala mal de nortistas, adora Nova Iorque e parcela smartphone em 12 vezes no cartão… Diz que é Punk, mas o seu pai pagou a faculdade… Irmão, a vida é dura. Crédito educativo é sonho. Morar bem, também. Ser dono da própria empresa, acompanhar a onda tecnológica e ter plano de saúde bom, pra mãe não morrer num corredor de hospital, também…
A gente precisa entender o que faz um governo pelo indivíduo e/ou pelo povo… Você quer um abraço ou um governo decente? Na sua versão decente de governo, negros, miscigenados, mais ali ou mais acolá, tem a mesma chance, levando em conta as cagadas da história do mundo? Não é o país. Não é o povo. É essa mania de desconfiar de tudo, de ser carente, de não saber pra que serve cada coisa… Esse olhar emocionado, afetado pra tudo. Todo mundo é herói, todo mundo é vilão, todo mundo se estranha e depois olha pro próprio umbigo e segue o barco. Vida besta do c*ralho! Rancor é pra sempre… Lembre de tudo ou esqueça de tudo. Esse vai e volta é cômodo demais pra gerar a tal mudança que todo mundo cospe com raiva quando se sente ameaçado. Quer ajudar o nosso país, fique puto quando eu for “averiguado” pela polícia sem motivo… Agora, eu não vou chorar se você não for a San Francisco, ou qualquer outra cidade americana, pra final do Super Bowl. Eu gastei o que você gastaria em trinta viagens como essa num tratamento de saúde pra mulher que me salvou das ciladas da vida e me ensinou a ser eu — sem amarras. Dinheiro por dinheiro, irmão, eu gastei mais.
Você não parece estar triste pela derrota do Aécio. Eu vejo a euforia da mudança, aquela mesma dos “pobretões” que colocaram o PT no poder, alimentando o discurso dos meus irmãos “mais escolados”. O que não muda é a necessidade de eu acordar cedo pra correr na frente, pagar as contas de casa, das empresas, da aplicação da filha e o carnê dos equipamentos que eu continuo comprando – POR ACREDITAR NO QUE FAÇO, AQUI NO BRASIL. Você gostaria de estar mais rico, mais seguro, mais saudável, menos preocupado… Todo mundo quer a “mesma coisa”, mas essa mesma coisa varia. É uma construção da mente de cada um. Os sonhos e ambições de cada um não estão emparelhados… Um, dos dois candidatos do segundo turno, foi a resposta da maioria. A cobrança, a partir de agora, é pra que a presidenta (e equipe) não se esqueça dos 50.000.000 brasileiros que não estão de acordo com o que foi feito até aqui + 54.000.000 que concordaram em mantê-la no poder + um tanto assim de brasileiros que nem quis concordar com as escolhas possíveis no processo eleitoral. Você não precisa sair de vermelho amanhã, ou de azul, pra ser sincero. Se o fizer, estará, assim como fez ao votar, exercendo seu direito. Agora, estar de luto, é loucura. Se a sua esperança morreu com um presidenciável, ou pela ideia que ele representa, meus pêsames. A ideia que ele representa é você.